O ofício das baianas de Acarajé

O ofício das Baianas de Acarajé é um bem cultural de natureza imaterial, inscrito no Livro dos Saberes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura. A prática tradicional de produção e venda, em tabuleiro, das chamadas comidas de baiana – feitas com azeite de dendê e ligadas ao culto dos orixás – é amplamente disseminada na cidade de Salvador (BA). A atividade de produção e comércio é predominantemente feminina, e encontra-se nos espaços públicos, principalmente praças, ruas, feiras da cidade e orla marítima, como também nas festas de largo e outras celebrações que marcam a cultura da cidade.


Publicado originalmente no site e redes sociais do Ministério da Cultura.

Direção e fotografia: Gustavo Serrate
Produção: Fernanda Almeida
Roteiro e still: Janine Moraes

Anúncios