Ponto Cego: Alento em branco maior

“Alento em Branco Maior”
Programa Web TV de jornalismo cultural “Ponto Cego”. A edição de hoje fala sobre o fotógrafo Helano Stuckert e sua exposição Alento em Branco maior.

Realização, direção e edição do programa:
Gustavo Serrate Maia
Cinetasta 81

FICHA TÉCNICA DA EXPOSIÇÃO
REALIZAÇÃO: Cefor/Câmara dos Deputados
DIREÇÃO DE ARTE: Márcia Bandeira
EXPOGRAFIA: Lelo
PROJETO GRÁFICO: Patrícia Meschick
TEXTOS: Luci Afonso
MONTAGEM: DETEC / Seção de Obras / Seção de Projetos Especiais
AGRADECIMENTOS: Gráfica da Câmara / DEAPA, Serviço de Fotografia / SECOM, Seção de Obras e Seção de projetos Especiais / DETEC, Diretoria de Transportes, Equipe de Limpeza do Cefor, Equipe da COATA / CEFOR

TEXTO INTRODUTÓRIO
O homem construiu o ambiente urbano em concreto e agora busca respirar no vazio branco que lhe resta em meio aos edifícios sem cor. Neste cenário, a natureza é só um detalhe: em vermelho, como a vida, ou em azul, como o céu.
Sufocado pela paisagem árida que forjou com descuido e indiferença, o ser humano procura a sensação de liberdade à beira de um espelho d’água que ainda o refresca ou ao lado de outro ser — um amigo, um pássaro, uma flor — que ainda o compreende.
É difícil fazer o simples. Na mostra Alento em Branco Maior, o jovem Helano Stuckert constrói um diálogo eloquente entre os poucos elementos que compõem suas fotografias. Desapego e simplicidade são marcas na vida e na obra deste artista que, ao longo de quatro anos, registrou momentos de intensa solidão e de luminosa esperança nas metrópoles por onde andou.
Escondido atrás da lente, Helano realça a amplidão branca em contraste às duras linhas do concreto, à sombra de grades e muros que aprisionam e à geometria de escadas que parecem levar a lugar nenhum. As pontes não atravessam, os trilhos não andam, as nuvens se mantêm cinzentas, mas o homem insiste em perscrutar caminhos que o conduzam ao mais branco, ao máximo branco, ao alento em branco maior.

SOBRE O ARTISTA
Nascido em Brasília, franco-brasileiro, Helano Stuckert, 27 anos, formou-se em Publicidade no UniCeub, com curso complementar de Direção de Arte e Estética na Fotografia. Filho de diplomata francesa e de fotógrafo nordestino, é o 46º fotógrafo da família.
No Brasil, participou da produção de alguns filmes como diretor de fotografia e trabalhou no Núcleo de Programação Visual do Supremo Tribunal Federal, como Diretor de Arte e Webdesigner.
A vontade de conhecer o mundo o levou a estudar na Université Saint Denis Paris VII, onde fez mestrado em Criações Digitais e Multimídia. Depois, visitou doze países em três continentes, durante um ano, levando apenas uma mochila e uma câmera.
Ainda na França, fez a exposição Lignes et figures, no Centre d’Animation de Paris, com fotos captadas no interior daquele país.
Desapego e simplicidade são marcas presentes no trabalho e na vida de Helano Stuckert.

Anúncios